leandrovieirarj2

O livro “101 canções que tocaram o Brasil” é muito instrutivo e ao mesmo tempo, MUITO divertido. Foi Nelson Motta que escreveu (entre muitos outros) uma biografia do Glauber Rocha – o cineasta mais autoral, famoso, talentoso e maluco, entre muitas outras coisas – e uma do Tim Maia. As duas também instrutivas e divertidas ao mesmo tempo, excelentes aulas de história do Brasil.

 

101cancoes

Eduardo Bueno, o organizador dessa coleção, não poderia ter escolhido alguém melhor para fazer uma escolha pessoal do que seria a lista das 101 canções de música popular brasileira mais importantes desses cento e poucos anos de existência – no final do livro ele mesmo deixa claro que cada brasileiro faria uma lista diferente.

Na minha, por exemplo, se eu tivesse que escolher entre “Ronda” e “Sampa”, ficaria com a original, apesar de adorar a homenagem.

Ele faz parte dessa história toda e é muito interessante ele incluir duas composições dele mesmo, sem problema de se elogiar, porque ele realmente não só é um dos maiores especialistas nesse assunto, como conhece pessoalmente quase todo mundo que ainda está vivo, e na minha opinião merece cada um dos elogios.

Dá pra ler numa tarde, dá pra ir lendo devagar, dá vontade de reler.

De “Ó abre alas”, da Chiquinha Gonzaga a “À procura da batida perfeita”, de Marcelo D2 e Davi Corcos, você pode ficar sabendo como canções que você gosta, ouviu desde criança e continua ouvindo foram criadas, porque fizeram alarde, porque são importantes, etc.

Um desses “etc.” é que você não vai passar vontade de ver a cara dos compositores e cantores, porque para quase todas as canções tem uma ou mais fotos. Nesse “etc.” ainda tem mais de 101 motivos pra você ter esse livro à mão, você provavelmente deve ter outros.

 

leandrovieirarj01

(arte: Leandro Vieira)