transgeek

tumblr_nt9zi5vdsa1ty535co1_500

As obras de ficção são geralmente dominadas por um determinado tipo de personagem (que nem precisamos falar aqui qual é né?) – por isso é muito importante celebrarmos a diversidade, ainda mais numa semana como essa. Filmes e séries recentes como A Garota Dinamarquesa, Tangerine e Transparent retratam de maneira interessante a identidade de gênero, mas e no meio geek?

giphy

“É uma longa história, mas na verdade eu prefiro Denise, se não se importa.”

 

Existe um preconceito enraizado já contra as mulheres neste meio… e com trans então, nem se fala! Mas aqui nós separamos alguns personagens marcantes de quadrinhos, séries, games e afins que estão aqui pra representar os transgêneros geeks! Vem ver:


1. Denise Bryson (Twin Peaks)

tps2b-970x545

Denise é a simpática agente do DEA (Drug Enforcement Administration) que é enviada a Twin Peaks para investigar Dale Cooper. David Duchovny, de Arquivo X, dá vida a essa fofa e já expressou o desejo de voltar a ser Denise para o revival da série de David Lynch em 2017. Será? #VoltaDenise


2. Poison (Final Fight e Street Fighter)

street-fighter-x-tekken-poison_84831-1920x1200-620x387

Poison é um personagem controverso até hoje. Em sua primeira aparição no Final Fight, seu criador Akira Yasuda tinha a intenção de fazer Poison uma mulher cis mas achou que o mercado americano acharia rude bater em mulheres, então ele disse que Poison era uma transsexual. Uma visão completamente errada do assunto. Muito se discute sobre sua identidade de gênero até hoje mas o veredito dos fãs é que Poison é uma mulher trans. A personagem é utilizada em muitas vezes para representar a comunidade gamer LGBT. Gosto de acreditar que as ideias ruins iniciais foram transformadas em algo bom para nós, fãs LGBT de jogos de luta.


3. Cassandra Igarashi (The Wicked + The Divine)

tumblr_inline_oc5r4z7x0i1qm0447_500

The Wicked + The Divine é uma série de quadrinhos de fantasia altamente inclusiva criada por Kieron Gillen (Jovens Vingadores, Homem De Ferro), ilustrada James McKelvie (Noturno, Jovens Vingadores, Ms. Marvel) e publicada pela Image Comics. A cada noventa anos deuses são reencarnados como humanos e Cassandra é uma jornalista que está investigando o ciclo atual iniciado em 2014.


5. Birdo (Mario)

birdo

Outro personagem controverso dos games é Birdo. No manualde seu jogo de origem, Super Mario Bros. 2, se referem a Birdo como “um menino que acha que é menina“. Porém, como Birdo e Yoshi formam um casal em Mario Tennis, a personagem foi considerada “canonicamente” fêmea (para não gerar outra polêmica com a sexualidade*sigh*).  Porém, cis ou trans? Muitas declarações já foram feitas em relação à identidade de gênero da dinossaurinha e ainda não existe uma conclusão, já que a Nintendo não é conhecida por levantar polêmicas deste tipo e prefere ignorar os fatos. Entretanto, a fanbase nintendista parece considerar Birdo uma fêmea trans.

*Birdo e Ostro têm seus nomes trocados no manual.


4. Nomi Marks (Sense8)

KJ2A1756.dng

Jamie Clayton (que é uma atriz trans) é a sensate Nomi, uma blogueira ativista que namora uma mulher cis, Amanita. A série foi criada pelos Wachowski, a dupla de irmãs que ficou famosa por Matrix. Nomi é o primeiro personagem trans criado pelas irmãs, que também são trans.


6. Sophia Burset (Orange Is The New Black)

sophias1promo2_crop

A série não se encaixa no tema geek da lista mas a inclusão é importante pelo simples fato de: Laverne Cox. Laverne é a atriz transgênera que interpreta Sophia, condenada por roubar cartões de crédito para poder pagar pela sua transição. Na Penitenciária de Litchfield, ela trabalha como cabeleireira, arrumando o visual de suas colegas.


7. Flea (Chrono Trigger)

flea

Flea (Mayonnai na versão japonesa) é um boss deste clássico do SNES. No jogo, Flea é tido como homem, apesar de seu visual feminino. Não fica claro se Flea é, de fato, uma mulher trans. De acordo com uma fala sua do game“Masculino, feminino, que importa? O poder é lindo e eu o tenho!” – o mais provável é que Flea seja genderfluid. Não deixa de ser uma boa representação de gênero, né? Ah, o nome Flea é uma homenagem aos Red Hot Chilli Peppers.


8. Sera (Angela: Assassina de Asgard)

sera-malekith_earth-616_from_angela_asgards_assassin_vol_1_1

Sera é a melhor amiga e amante de Angela, a irmã perdida de Thor e Loki. Criada por Kieron Gillen (citado acima), Phil Jimenez (Mulher Maravilha, Novos X-Men) e Marguerite Bennet (Espetaculares X-Men, Batgirl, DC Bombshells). Angela resgata Sera de seu povo e faz a transição dela através de magia (o que seria lindo se fosse possível na vida real hahaha).


9. Alysia Yeoh (Batgirl)

bg19yeoh

Criada por Gail Simone (Red Sonja, Deadpool, Mulher Maravilha), Alysia nos é apresentada como a nova roommate de Barbara Gordon logo que ela decide sair da casa do pai. Alysia não revela logo de cara que é transgênero, mas o faz assim que sua relação com Babs se fortalece.


10. Erica Anderson (Catherine)

7

Neste puzzle-adventure da Atlus (Persona, Shin Megami Tensei), Erica é a garçonete do bar Stray Sheep, onde o protagonista Vincent pode relaxar (e por “relaxar” quero dizer “salvar o jogo”) entre outras coisas. Seu gênero é manejado no jogo de maneira sutil (como deveria ser na vida real).


 

sophia4

Agora diga você: qual é a sua personagem favorita? 🙂

 

Metade italiano, metade japonês mas inteiro peculiar. Ator desde 2009, já trabalhei como editor de vídeo e professor de inglês. Sou viciado em cultura pop; música, games, filmes, séries… e claro, as bizarrices que só encontramos nos dias de hoje graças às maravilhas da internet.

Metade italiano, metade japonês mas inteiro peculiar. Ator desde 2009, já trabalhei como editor de vídeo e professor de inglês. Sou viciado em cultura pop; música, games, filmes, séries... e claro, as bizarrices que só encontramos nos dias de hoje graças às maravilhas da internet.